Vereadores de Maceió aprovam por unanimidade reajuste de 3% para servidores

quarta, 20 de outubro de 2021 às 17h41

Celeridade na tramitação da matéria garantirá inclusão do percentual já na folha de outubro

O reajuste de 3% dos servidores municipais foi aprovado na Câmara de Vereadores de Maceió depois de um entendimento entre lideranças partidárias e a Mesa Diretora para que a matéria entrasse na pauta desta terça-feira, (20). O texto encaminhado pelo Pode Executivo prevê uma reposição de perdas inflacionárias. Mesmo tendo sido anunciado em agosto pelo prefeito JHC (PSB), ele só foi publicado no dia 14 de outubro no Diário Oficial do município. Nas última semana o PL tramitou e foi discutido nas comissões da Casa até entrar na pauta com caráter extraordinário. 

Segundo o presidente Galba Netto (MDB), a recomposição já era esperada e contava com total apoio dentro da Câmara e por isso foi submetida a apreciação em plenário. Ele tranquilizou as lideranças sindicais que nos últimos dias chegaram a cobrar publicamente a aprovação sem saber que o texto vinha sendo discutido nas comissões dentro do prazo legal. Tanto que os parlamentares sequer se sentiram pressionados.

"Em nenhum momento houve qualquer objeção sobre essa necessidade de reposição salarial, mas era fundamental que o rito jurídico fosse seguido conforme prevê o regimento. Sempre tivemos comprometimento com essa discussão e por isso hoje está sendo aprovada por unanimidade. Vale destacar o trabalho desempenhado pelos vereadores integrantes das comissões e os demais que não colocaram nenhum impedimento para aprovação da matéria", disse Galba. 

O 1° secretário vereador Marcelo Palmeira (PSC), criticou o fato das redes sociais terem servido para inflamar lideranças com a falsa informação de que a matéria poderia sofrer algum revés ou até mesmo o percentual não ser incluído no pagamento do mês de outubro. 

"O Executivo está reconhecendo os direitos e a importância dos servidores com essa aprovação. Lamento apenas as fakenews que circularam na redes sociais. Quando os sindicalistas tiverem dúvidas podem vir até a Casa para esclarecê-las", enfatizou Palmeira destacando o apoio da bancada do seu partido na votação.

Para o líder do governo na CMM, vereador Siderlane Mendonça (PSB), a importância da matéria conseguiu mobilizar de forma muito ágil todos os vereadores que em seis dias garantiram sua tramitação. Ele lembrou também que a recomposição é resultado do empenho da equipe do prefeito que atendeu a uma demanda antiga dos servidores municipais. "Esta casa tem o compromisso com o servidor público e com a gestão do prefeito JHC", garantiu Siderlane que foi nomeado relator especial da matéria. 

Silvânia Barbosa (PRTB) lembrou que o texto foi elaborado pelo Executivo depois de reconhecer a necessidade de valorizar a categoria. E pelo fato de ter maioria na Câmara não teria dificuldade em aprová-la. Ela também lembrou que nunca houve dúvidas sobre a relevância para as categorias e que em qualquer outro momento as lideranças podem procurar os parlamentares e abrir  o diálogo. 

"Soube que a folha deste mês ainda não foi fechada para garantir a inclusão do reajuste. É bom lembra que o projeto que foi anunciado em agosto só chegou em outubro e mesmo assim tramitou com agilidade", disse Silvânia. 

A vice-presidente da Comissão de Administração e Assuntos Ligados ao Servidor Público, vereadora Teca Nelma (PSDB), destacou a empatia da presidência em reconhecer a importância da celeridade da votação. Visivelmente emocionada, ela reafirmou que todos os integrantes da comissão e os demais vereadores têm compromisso com a pauta do servidor público. 

"Com essa aprovação, estamos reconhecendo o trabalho dos  servidores municipais. Acordamos para dar celeridade e hoje estamos fazendo isso", destacou Teca. 

 

Últimas Notícias