Requerimento pede que pagamento do auxílio emergencial seja feito por demais agências bancárias em Maceió

Luciano Milano

quinta, 07 de maio de 2020 às 18h15

Dicom/CMM

Evitar aglomeração de pessoas pelo mundo está entre as medidas determinadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para tentar conter a pandemia de covid-19. Pensando nesse aspecto do problema, a Câmara Municipal de Maceió aprovou, nesta quinta-feira (7), requerimento do vereador e líder do governo na Casa, Samyr Malta (PTC), solicitando que a Mesa Diretora envie ofício à Caixa Econômica Federal (CEF) para que o banco informe se já é possível que o pagamento do auxílio emergencial pode ser efetuado em outras instituições bancárias da capital e não exclusivamente nas agências da CEF e lotéricas, como tem ocorrido.

Desorganização nas filas e falta de funcionários suficientes para atender à população mais carente que precisa receber o valor do benefício - que varia entre R$ 600 e R$ 1.200, dependendo do caso - tem gerado aglomerações que, em alguns locais, dá volta em quarteirões. 

O requerimento de Samyr Malta ainda diz que, caso a resposta da CEF seja de que não é possível viabilizar o pagamento em outros bancos da capital, informe o que é preciso ser feito para tanto.

"Não podemos continuar vendo pessoas idosas, gestantes e mães com crianças nos braços se acotovelando em filas nas agências da Caixa Econômica Federal como tem acontecido não só aqui em Maceió, mas em todo país. Evitar aglomeração é uma das maneiras mais eficazes para conter o surgimento de mais casos da doença e, principalmente, mortes. Óbvio que é apenas um requerimento, sem força de lei, mas que eu o apresentei como forma, também, de levantar a discussão", declarou o vereador que agradeceu a aprovação, por unanimidade, da iniciativa.

Também de autoria do mesmo vereador, mais dois requerimentos foram deliberados e aprovados na sessão virtual desta quinta-feira. Um solicita às empresas por aplicativos que procedam os cuidados para que os entregadores usem máscara e álcool 70% na atividade diária como forma de se prevenir e proteger os clientes. Já o outro diz respeito a expedição de ofício ao Congresso Nacional e ao Superior Tribunal Eleitoral para que se pronunciem acerca de possível adiamento das eleições municipais previstas para acontecerem em outubro. 

Por fim, o vereador Francisco Filho (MDB), também por meio de requerimento, solicita ao Governo do Estado e à Prefeitura de Maceió que realizem as compras diretas e emergenciais, por conta da pandemia, com o objetivo de ajudar a economia local, a empresas alagoanas e da capital.

Mais Imagens:

Últimas Notícias