Debate

Câmara promove audiência pública para debater políticas de assistência e inclusão da pessoa idosa

Audiência foi proposta pelo vereador Oliveira Lima (Repúblicanos) e reuniu parlamentares e entidades que assistem idosos em Maceió

Dicom/CMM

domingo, 29 de outubro de 2023 às 00h00

Dicom/CMM

As políticas públicas para as pessoas idosas foi o tema de uma audiência pública convocada pelo vereador Oliveira Lima (Republicanos). Participaram o secretário nacional do Movimento Idosos Republicanos e deputado federal, Ossesio Silva, o vereador por João Pessoa, José Luiz (Republicanos) e o deputado estadual da Paraíba, Jutay Meneses (Repúblicanos).
 
"Nosso mandato também está a serviço desta causa pois é uma realidade que a sociedade brasileira está envelhecendo e com isso precisamos avançar e aprimorar as políticas para os idosos", disse Oliveira.
 
 
Os parlamentares puderam trocar experiências com representantes de casas de acolhimento, integrantes do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa e voluntários do Grupo Calebe.

Segundo as estatísticas do instituto brasileiro de geografia e estatística (ibge), Maceió ocupa o 17º colocação no país, no que diz respeito ao percentual da população idosa. Em 2022, os dados mostraram que dos 957.916 maceioenses, 82.380 são idosos. Os números representam pessoas que necessitam de moradia, alimentação, saúde, lazer e tudo que ofereça um bem-estar geral com dignidade.

Diante disso, a audiência pública contou com uma ampla participação dos cidadãos e interessados com a causa, trazendo ao entendimento do parlamentar e as necessidades existentes.

Demanda
 
Uma demanda importante envolve a mobilidade na cidade já que nem as calçadas oferecem um padrão que garantam um bom deslocamento dos idosos. Além disso, na disputa diária de espaço no trânsito com carros e motos, costumam viver situações de risco permanente. 

“A mobilidade urbana apresenta obstáculo para os idosos que precisam disputar espaço com os carros, arriscando suas vidas. Na saúde existem denúncias de idosos sendo maltratados em unidades básicas de saúde. os idosos precisam de respeito e dignidade”, disse Petrúcio Santos.
 
A irmã Maria contou sobre a experiência de acolher e atender idosos na Casa de Ranquines. Ela revelou que o trabalho envolve também a garantia de dignidade para todos. 

“Faço parte da Casa de Ranquines em Maceió. Venho em nome de todos que estão na rua e não tem voz. Há 18 anos temos um trabalho voltado para aqueles que estão em situação de rua e os idosos que não tem onde reclinar suas cabeças. E é por isso que precisamos oferecer dignidade para essas pessoas, não apenas um teto e prato de comida, mas saúde mental, física e lembrar que devemos cuidar do nosso irmão”, afirmou Irmã Maria.
 
O acesso a direitos e aos recursos atualmente dispostos pelo poder público envolve o reconhecimento das entidades. De acordo com Valdo França, no momento, a apenas a Casa de Ranquines está com situação regular. Ele aproveitou para fazer um apelo para as demais instituições que procurem garantir a regularização. 

“Por vezes, o poder público esquece a pessoa idosa e o Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa, verificou que apenas a Casa de Ranquines está credenciada. Então peço que as instituições se inscrevam no conselho. Faço, também, um pedido aos vereadores que nos ajudem a reformar a lei do fundo, pois há muitas amarras que impedem a execução da disponibilidade de recursos para as instituições”, ressaltou Valdo França.

Reconhecimento

durante a audiência pública, o vereador Oliveira Lima concedeu a comenda amigo do idoso ao secretário nacional do Movimento Idosos Republicanos e deputado federal Ossesio Silva, em reconhecimento do trabalho desenvolvido em benefício da pessoa idosa.

“O senhor é um grande líder, um exemplo para nós e eu quero parabenizar o trabalho desenvolvido pelos nossos idosos”, declarou Oliveira Lima.

O parlamentar agradeceu a honraria e destacou o compromisso que assumiu para o desenvolvimento de políticas para a pessoa idosa. 

“Peço uma salva de palmas para os idosos e pelos 20 anos do Estatuto do Idoso, uma grande conquista. Estamos aqui para que os idosos sejam protagonistas e assumam seus lugares. Eventos como este são importantes para promover os direitos da pessoa idosa, ampliando em primeiro lugar nossa compreensão sobre as diversas manifestações que a violência assume dentro e fora de casa. Não podemos apenas fazer leis, mas fazer com que sejam cumpridas. Tenho trabalhado pela reintegração dos idosos ao mercado de trabalho. Tenho a expectativa que audiências como essa, fomentem o poder público que promova dignidade para a pessoa idosa”, destacou Ossesio Silva.

Últimas Notícias