Audiência Pública debate volta às aulas e necessidades da Educação em Maceió

sexta, 10 de setembro de 2021 às 20h25

Professores, representantes sindicais, pais de alunos e técnicos municipais trocaram sugestões durante evento

Por iniciativa da Comissão de Educação, Cultura, Turismo e Esporte da Câmara de Vereadores de Maceió, presidida pelo vereador João Catunda (PSD), professores, diretores, pais de alunos e técnicos da Secretaria Municipal de Educação (Semed) se reuniram no auditório da escola municipal Nosso Lar I, no bairro do Vergel do Lago, nesta sexta-feira (10), para discutir sugestões quem promovam a volta do ensino presencial de maneira segura. 

 De acordo com Catunda, a reunião era para saber como estava o andamento das pendências que foram constatadas durante visitas presenciais e  também para escutar quem trabalha nas unidades de ensino. "De dentro do gabinete não conseguimos entender a realidade de nossos trabalhadores, que muitas vezes tiram do pouco que ganham para complementar itens básicos dentro da escola que trabalham", ressaltou o vereador.

O secretário-adjunto de Governança da Secretaria Municipal de Educação (Semed), Rogério Lima, tirou todas as dúvidas levantadas durante o debate e reiterou  que a segurança biológica é prioridade na volta às aulas na rede municipal. A secretária-adjunta da Semed, Emília Caldas, também estava presente.

Em seguida, representantes do Sindicato dos trabalhadores da Educação de Alagoas (Sinteal), fizeram suas considerações e revelaram como a rotina dos professores mudou durante o período da pandemia. "Tivemos de nos reinventar, passar a usar equipamentos eletrônicos e a acessar a internet com mais frequência para não perder vínculo com nossos alunos", explicou a presidente do sindicato, Consuelo Correia.

 Um dos ex-alunos da Nosso Lar I, o agora psicólogo José Anderson da Silva, destacou a importância do ensino em sua vida e o quanto ele é essencial para quem depende da escola para aprender, inclusive, a lidar com mais cuidado com o víirus da Covid-19. "Há 25 anos eu era um dos alunos da Nosso Lar e hoje estou aqui para pedir aos nossos representantes que cuidem de nossas crianças. Essa comissão tem trabalhado de maneira oportuna, porque ela traz qualidade de vida e faz com que nossas crianças voltem a sonhar", disse emocionado. "Essa pandemia já nos tirou demais e piorou a vida de quem já não tem muito. Enquanto as escolas estão fechadas outras perigosas portas seguem abertas, seduzindo nossas crianças. Infelizmente", complementou Anderson.

Os vereadores Dr. Valmir (PT), Joãozinho (Podemos) e a vereadora Silvania Barbosa (PRTB) também discursaram, destacando a importância de ir até as escolas e ouvir servidores e pais de alunos, presencialmente. "É preciso voltar à modalidade presencial sim, mas voltar com dignidade é muito melhor. Promover a saúde entre nossas crianças é a garantia de que seus pais também estarão seguros", destacou Silvania Barbosa. 

 A Comissão de Educação da CMM também é formada pelo vice-presidente Brivaldo Marques (PSC), Cal Moreira (PSC), Olívia Tenório (MDB) e Gaby Ronalsa (DEM). 

Mais Imagens:

Últimas Notícias